Quando o Estado deve intervir na Economia? Parte 3 (Final). Por Gabriel Ferraz

Enquanto a intervenção feita em nome de alocações de recursos tem como intenção alterar o equilíbrio de mercado de longo prazo, uma vez que ao restaurar as condições de competição torna a economia mais eficiente, portanto aumentando a taxa de crescimento da Economia no longo prazo, as intervenções em nome da estabilização pretendem se limitar as deviações do equilíbrio de mercado no curto prazo. Continuar lendo Quando o Estado deve intervir na Economia? Parte 3 (Final). Por Gabriel Ferraz