Os símbolos falsos da extrema direita

Símbolos. Elemento essencial na história da humanidade, desde os tempos de caçadores coletores, passando pelas grandes religiões e movimentos políticos e chegando aos dias de hoje com suma importância no discurso atual. Afinal, quem não reconhece pelo menos alguns deles, como o cruxifixo, a suástica ou a foice e o martelo? Em resumo, para entender a história, cultura e política da humanidade, deve-se passar pelo estudo dos símbolos e o que eles representam.

Um meme correu a internet em meses anteriores, muito relacionado a essa temática apresentada. Se trata de “o novo símbolo da extrema direita”, associado a qualquer objeto, pessoa ou fato do cotidiano que esteja associado a posições políticas consideradas radicais ou fora do comum, seja por elementos verídicos do objeto ou pura fake news. Mas por que extrema direita, especificamente? Trata-se de uma paródia de um fenômeno que é cada vez mais conhecido nos círculos políticos, o cancelamento, especificamente por parte de grupos de esquerda que desejam afastar elementos considerados radicais de direita dos meios de comunicação virtuais, como Twitter e Facebook.

Não discutirei a prática do cancelamento em si neste texto, por a-julgar merecedora de seu próprio artigo, mas sim esta ramificação bizarra, parodiada por memes recentes. Diversos elementos, como o meme do sapo “pepe”, o símbolo de “ok” e até as bebidas lácteas, foram julgados pelo tribunal da ADL (Anti-Defamation League) e outras instituições americanas como símbolos de ódio associados à extrema direita, por seu uso esporádico real como símbolo em fóruns de discussão política como 4chan e reddit, muitas vezes associado a usuários neonazistas ou racistas.

O problema começa neste julgamento baseado em fontes virtuais minúsculas frente ao uso destes símbolos por pessoas comuns que os-utilizam para diversão ou por motivos completamente alheios à supremacia branca, racismo ou à extrema direita. Recentemente, Bolsonaro foi criticado por tomar leite em uma reunião gravada em livestream, algo que ao ver da maioria dos telespectadores era apenas uma homenagem à Associação Brasileira do Leite, com a equipe governamental não sabendo do uso da bebida como suposto símbolo de ódio. Em resultados ainda mais impactantes, diversos profissionais pelo mundo foram demitidos pelo uso do sinal “ok”, que foi classificado recentemente como símbolo supremacista branco pela ADL, muitos deles com nenhum outro sinal do suposto racismo, e que provavelmente nada sabiam deste movimento recente nas redes.

Uma face mais perversa deste movimento recente pode ser encontrada em sua origem: fóruns de internet como 4chan. Nestes ambientes anônimos, a rejeição a esta tentativa de censura de opniões por parte da ADL e da esquerda nas redes é quase unânime, e uma das reações é, ironicamente, ativamente associar outros fatos, objetos ou palavras do dia-a-dia à extrema direita, como foi feito como o sinal de “ok” e até alguns emojis divulgados pelo Facebook recentemente. Deste modo, mais pessoas se voltariam contra a esquerda e sua censura do chamado discurso de ódio. Atualmente, parecem estar tendo bastante sucesso, uma vez que prova a inabilidade de certos grupos dentro da esquerda de ver através da perseguição do que consideram odioso.

Espero que, no futuro, as redes sejam mais sábias ao cancelar determinados símbolos ou materiais virtuais ou inclusive da vida real. Se esta tendência continuar, para cada vez mais símbolos cancelados, maior o número de pessoas inocentes afetadas, o que pode ser incrívelmente prejudicial para as ideias de esquerda no mundo. A tolerância com o diferente foi a marca do progressismo durante toda sua história, e por isso deve ser mantida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s